Feijão: como preparar a mais comum das receitas brasileiras

O feijão é uma leguminosa superpoderosa para a nossa alimentação. Além do mais, é um dos alimentos mais queridos, consumidos e produzidos pelos brasileiros em suas mais diversas formas e tipos.

Altamente nutritiva, essa iguaria também se destaca por sua versatilidade culinária fazendo parte dos mais tradicionais pratos e composições gastronômicas.

Ao todo existem 14 tipos de feijão disponíveis para consumo. No Brasil os mais utilizados são: carioquinha, preto, de corda, jalo, branco, rosado, fradinho, rajado e bolinha. Além deles, o azuki, o roxo, o moyashi, o verde e o vermelho completam a lista.

Ingredientes – 8 porções

  • 1 xícara de feijão, já escolhido e lavado
  • 500 ml de água
  • 1 cebola picada
  • 1 folha de louro
  • 1 tablete de caldo de bacon
  • 1 colher (chá) de alho picado
  • 1/4 xícara (60 ml) de azeite ou óleo
  • Sal a gosto

Feijões

Modo de preparo do Feijão

Coloque na panela de pressão o feijão, a água, a cebola picada, o louro e o caldo de bacon (esmigalhado com as mãos).

Então, tampe a panela e cozinhe por 15 minutos após a panela começar a apitar (ganhar pressão). Após este tempo, remova a panela do fogo e espere a pressão toda sair.

Enquanto isso, frite o alho no azeite ou óleo até dourar. Abra a panela, deseje o alho frito e deixe cozinhar por mais 5 minutos. Retire a folha de louro, prove o feijão e tempere com sal a gosto. Caso o caroço esteja um pouco duro, deixe cozinhar por mais 5 minutos. Finalmente,  está pronto para servir.

Dicas

Se quiser um caldo mais encorpado, misture o feijão na panela amassando alguns grãos com ele já refogado.

Caso queira armazenar,  coloque em um pote de plástico e leve ao congelador por até 6 meses, feijão cozido congela muito bem.

O segredo que pode acabar com os gases é deixar o feijão e outras leguminosas (como ervilha, lentilha, grão de bico, etc) de molho durante a noite ou trocando a água a cada 3 horas. Troque a água também antes de cozinhá-lo bem. Ao tornar os grãos mais digeríveis, você evita a flatulência e elimina substâncias como os fitatos que dificultam a absorção de alguns nutrientes.

Outra dica é acrescentar no cozimento erva-doce ou cominho. Se preferir você, pode fazer uso na forma de chá. Eles auxiliam na digestão e atenuam o efeito indesejável dos gases.

Uma outra possibilidade é evitar comer a casca do feijão, servindo-se apenas com o caldinho. Como a casca desse alimento é rica em celulose, seu consumo potencializa a formação de gases.

Experimente outras receitas!

Seja um profissional da culinária!